Home | 15 Anos | Ano Novo | Vovó Apresenta | Beleza | Dicas | Festas | Formaturas | Natal | Noivas | Receitas | Recém Casados | Reveillon | Vovó Responde

Mini weedding

abr 13

Mini weedding ou mini casamento ideal até 100 pessoas. Segredinho da vovó para quem não vê o casamento como um megaevento ou para quem não pretende ou não pode gastar o valor que uma comemoração para centenas de convidados demanda essa é a festa ideal.

“Os noivos conseguem aproveitar a companhia de cada convidado, vivenciar aquele momento com pessoas que realmente foram importantes para a vida do casal e merecem estar ali. Toda essa magia é sentida durante esse tipo de casamento”, garante a consultora de casamentos Roberta Cutlak.

De acordo com Georgia Nog, sócia-proprietária da assessoria de casamentos Toda de Branco, a procura pelo “mini wedding” vem crescendo nos últimos anos. Segundo ela, os noivos cada vez mais querem fazer do grande dia um momento emocionante a ser compartilhado com os mais próximos e não com “os conhecidos dos pais”.

Outro diferencial do minicasamento é a facilidade em personalizar detalhes da cerimônia, inclusive o local. “Fica bem mais fácil acomodar poucos convidados em locais inusitados como museus, jardins, residências, hotéis e restaurantes”, conta Georgia. Para Roberta Cutlak, a experiência proporcionada pelo local diferenciado é um atrativo. Ela organiza casamentos na Fazenda Dona Carolina, em Itatiba, São Paulo, onde os noivos podem organizar uma agenda de atividades para os convidados curtirem durante o fim de semana: “Eles podem montar uma programação especial com atividades como andar a cavalo, jogar tênis, aproveitar o lago, a piscina e o campo de futebol, fazer trilha e até ir ao spa”.

A forma como a personalidade dos noivos marca o “mini wedding” é um traço também comentado pela organizadora Roberta, que afirma conseguir participar mais intimamente de uma cerimônia pequena: “O fato de você acompanhar a história de um casal, de ver nos olhos deles os desejos, os anseios, as dificuldades, os risos, os choros fazem com que toda cerimônia seja especial, é muito bacana ver o casamento e notar os diferentes traços de personalidade na cerimônia e na festa e dizer: ‘Nossa isso é a cara deles’. No fim, você acaba vibrando com cada momento da festa como se ela fosse sua”, conclui.

Quanto custa?

Por ser uma cerimônia personalizada para no máximo 100 convidados, o orçamento de um “mini wedding” em comparação a um casamento convencional acaba geralmente sendo menor. “Se você pensar que normalmente os buffets cobram por pessoa, logicamente quanto mais convidados mais caro fica para os noivos”, ressalta o fotógrafo de casamentos Sérgio Gaeta.

A assessora de casamentos Georgia Nog, no entanto, revela que a economia não é necessariamente um ponto do “mini wedding”. “Pode ser, mas pode também não ser [mais barato]. Muitos casais optam por fazer casamentos mais restritos e manter um elevado padrão de qualidade, que não poderiam manter caso fizessem uma festa grande. Nesses casos, gasta-se o equivalente a um casamento grande, porém mantêm-se todos os pontos ‘luxuosos’ que os noivos fazem questão de ter”.

Para Júlio Céu, da Santo Casamenteiro Assessoria, o “mini wedding” é uma opção para quem quer fazer uma cerimônia chique. “É uma tendência para aquelas pessoas que têm muito bom gosto e sabem investir bem o seu dinheiro. Eu tenho uma frase que costumo falar para os casais que me procuram com a dúvida de qual é a vantagem em fazer um minicasamento:  ‘É melhor servir salmão para 50 do que sardinha para 500 convidados’. Ou seja, a vantagem é poder oferecer uma festa rica em detalhes com fornecedores bons”. Segundo ele, quem opta por detalhes requintados pode desembolsar bem mais: “Acredito que entre R$ 40 e R$ 80 mil”.

Essa vai para o álbum

As fotos vão ficar para sempre como lembrança do grande dia. A diferença é que, em um mini casamento, o fotógrafo pode transmitir detalhes mais íntimos por meio das imagens. “Em um ‘mini wedding’, normalmente, nós estamos muito mais próximo dos noivos e tudo fica mais informal e descontraído, não tem tantos protocolos como nos casamentos ‘grandes’. As fotos têm sempre que contar a história do casamento, mas em um ‘mini wedding’ pode ser que fique mais evidente a personalidade do casal”, revela o fotógrafo Danilo Siqueira.

Já o fotógrafo Sérgio Gaeta conta que, ao participar de uma cerimônia dessas, chega, inclusive, a dar dicas aos clientes. “Em muitos casos de ‘mini weddings’, os noivos ficam um pouco perdidos até sobre o roteiro do que fazer. Nesses casos, procuramos conversar com eles em nosso estúdio antes do casamento para saber mais sobre a história do casal, gostos e também procuramos dar dicas para deixar o casamento mais íntimo e personalizado”, revela.

segrededos da vovo mini15

Decoração

segrededos da vovo mini14

Decoração

segrededos da vovo mini13

Decoração

segrededos da vovo mini12

Decoração

segrededos da vovo mini11

Decoração

segrededos da vovo mini9

Decoração

segrededos da vovo mini8

Decoração

segrededos da vovo mini7

Decoração

segrededos da vovo mini6

Decoração

segrededos da vovo mini5

Decoração

segrededos da vovo mini4

Decoração

segrededos da vovo mini3

Decoração

segrededos da vovo mini2

Decoração

segrededos da vovo mini1

Decoração

segrededos da vovo mini

Decoração

Fonte http://mulher.uol.com.br/

Comentários

comentarios

Deixe seu comentário

Home | 15 Anos | Ano Novo | Vovó Apresenta | Beleza | Dicas | Festas | Formaturas | Natal | Noivas | Receitas | Recém Casados | Reveillon | Vovó Responde