Home | 15 Anos | Ano Novo | Vovó Apresenta | Beleza | Dicas | Festas | Formaturas | Natal | Noivas | Receitas | Recém Casados | Reveillon | Vovó Responde

A escolha do mês para seu casamento

dez 12

A escolha do mês para seu casamento.

Segredinho da vovó  melhor considerar as vantagens e desvantagens de todos os meses antes de definir o “dia D”. Cada mês possui características específicas.

Janeiro

O primeiro mês do ano é um dos menos procurados para casamentos no Brasil. Isso se deve ao calor excessivo, nada confortável aos convidados, e à alta incidência de chuvas, que limita bastante as possibilidades na hora de escolher o local da recepção (além de ser um transtorno em dia de festa, estragando penteado, sapato, make da noiva e das convidadas… afeee!). Porém, a pouca procura faz com que você tenha mais facilidade para encontrar fornecedores na data que deseja, além disso – e por causa disso – este é um bom momento para negociar bons preços pelos serviços contratados. Você vai precisar dessas economias para gastar em sua lua de mel, já que nesse período de férias e alta temporada, fica bem mais caro para viajar. E por falar em férias, esse mês pode ser propício para quem tem parentes que vêm de outros lugares, mas tenha o cuidado de avisá-los com bastante antecedência, para que nenhum outro plano se interponha ao seu casamento.

Considere uma cerimônia noturna em local coberto, para que o calor e a chuva não peguem você e seus convidados de surpresa. Acha toda esse prudência uma chatice? Então monte um lindo pergolado na areia da praia e seja feliz! Mas não se esqueça de se precaver caso São Pedro se emocione e resolva abençoar a sua união. Seja qual for a sua escolha, aproveite as ofertas da natureza: Astromélias, Antúrios, Cristas de Galo, Girassóis, Celósias, Rosas, Gérberas, Gipsófilas, Lisianthus, Tangos, Bocas de Leão e Orquídeas Phalaenopsis e Cymbindiuns.

Fevereiro

As chuvas continuam caindo forte e sem aviso – mas o calor não dá trégua – por isso, se você optar por uma festa em um salão, certifique-se de que o ar condicionado está funcionando perfeitamente. Caso você prefira se casar ao ar livre, coloque a empresa de cobertura na sua lista de despesas, e tire proveito da chuva presenteando os convidados com guarda-chuvas na entrada da cerimônia. Eles deixam as fotos charmosérrimas! Fevereiro ainda é um bom mês para negociações vantajosas e o horário de verão, na primeira quinzena do mês, deixa as pessoas mais dispostas a aproveitar a festa por mais tempo. Mas preste atenção para que o seu casamento não coincida a semana do carnaval ! A não ser que você tenha em mente uma comemoração intimista, envolvendo poucas pessoas.

O destaque de fevereiro é a decoração com suas lindas flores tropicais e o desabrochar das Angélicas, que exalam um aroma irresistível.

Março

Este também é um dos meses menos disputados para casamentos, portanto, uma boa opção para quem quer economizar. A alta temporada de férias já terminou, diminuindo, também, os custos da lua de mel.

O clima começa a refrescar, mas ainda podem ocorrer aguaceiros de uma hora para outra (você se lembra da música do Tom Jobim?). Em decorrência do clima mais fresco, as noivas que sonham com uma cerimônia ao ar livre podem ver em março uma boa opção para o seu casamento, mas é sempre bom ter um plano B caso uma chuvarada resolva entrar de penetra ou uma tempestade de raios acabe com a energia elétrica do salão.

Se você ama orquídeas, março é o seu mês! Esse é o momento em que elas estão lindas e abundantes no mercado, portanto, com um ótimo preço.

Abril

Quem entende do assunto é categórico: este é o melhor mês para se casar no Brasil! Em abril as chuvas tendem a cessar, o calor dá uma trégua e o frio ainda não chegou. O clima é perfeito para casamentos ao ar livre. A procura nesse mês tende a ser muito grande, por isso, escolha os fornecedores com bastante antecedência.

A oferta de flores já não é tão grande em abril, e os preços começam a subir, por isso, faça um bom planejamento e peça ao decorador que as encomende em março, por exemplo. Mesmo assim, você terá ao seu dispor as Astromélias, Antúrios, Cristas de Galo, Girassóis, Margaridas, Estrelítzias, Gérberas, Rosas, Gipsófilas, Lisianthus, e Orquídeas Phalaenopsis.

Maio

Foi se o tempo em que maio era cultuado como “o mês das noivas”… Dados recentes do IBGE apontam o mês de Maria atrás de setembro, outubro e dezembro na preferência das noivas brasileiras. O que não é uma grande surpresa, pois a data coincide com o mês das mães, aquela época do ano em que as flores ficam exorbitantemente mais caras! Se o valor das flores pode ser uma desvantagem, por outro lado você não terá dificuldade em reservar a data em buffets e igrejas, e seus fornecedores prediletos, provavelmente, estarão disponíveis para te atender no dia do seu casamento.

O clima também é um grande diferencial neste mês: o final das chuvas e um ventinho fresco te proporcionarão o aconchego de casamento de outono rodeado de tulipas. Se escolher um destino de lua de mel na Europa, você será brindada com o final da primavera e valores de baixa temporada.

Junho

Este também é um mês de pouca procura e bons negócios! As chuvas voltam a cair com frequência e o frio aparece com tudo, por isso, agora não é uma boa hora para casamentos ao ar livre. Caso você e seu noivo não queiram abrir mão do contato com a natureza na hora da cerimônia, providenciem aquecedores e mantas para os convidados (e saiam do sereno na hora da janta, crianças!). Quem usa calças compridas e paletó adora um casamento no inverno, mas as mulheres também não se incomodam em tirar aquela estola do armário e carregar um pouco mais na maquiagem.

Assim como em maio, as tulipas também estão lindas em junho e, junto com as gipsófilas (ou mosquitinhos) que também estão no auge de seu frescor, dando um toque delicado e romântico à decoração.

Julho

No auge do inverno, o cardápio oferece massas, caldos e sopas para aquecer seus convidados, os vinhos são mais encorpados e os figurinos são mais elegantes.

Além disso, a decoração com folhagens e as flores da estação (tulipas das mais variadas cores, hortênsias, copos de leite) combinadas com o fogo das velas, aquecedores e lareiras irá garantir o clima de aconchego que seus convidados não esquecerão. Aproveite o frio para distribuir cachecóis e pashminas como lembrancinhas!

Ainda no período de baixa temporada, aproveite a economia com os fornecedores para investir na lua de mel, que poderá sair mais cara por causa das férias escolares. Nesta época do ano, existem possibilidades de destinos incríveis no Brasil ou fora dele: fazer uma rota de vinhos no Rio Grande do Sul ou esquiar em algum país vizinho, para quem gosta de frio; ou curtir uma praia do Nordeste ou no Caribe, para quem gosta de calor (para citar apenas alguns exemplos).

Agosto

A superstição em torno do “mês do desgosto” (ou do cachorro louco) ainda faz com que algumas noivas evitem se casar em agosto, mas se você não se liga em crendices populares verá apenas um apanhado de vantagens nesse que é o mês mais “longo” do ano, pois não possui nenhum feriado.

Além da querida queda dos preços causada pela grande disponibilidade de datas, quem se acanha com muito frio já começa a se animar; e agora já não temos mais chuvas! Os Copos de Leite estão mais lindos do que nunca nessa época do ano e as Íris florescem, mas apenas por pouco tempo. Este também é o último mês das tulipas, então aproveite!

Setembro

Há alguns anos, setembro vem se alternando com o mês de dezembro no posto de “número um” em procura para casamentos. Trazendo o início da primavera e suas lindas flores, além de temperaturas extremamente agradáveis, propícias tanto para casamentos indoor quanto outdoor, o clima se mostra perfeito! Se você não quiser abrir mão de um casamento no mês mais concorrido do ano, terá que se apressar, pois as datas se esgotam com muita rapidez e, se não se planejar com antecedência, pode acabar não conseguindo contratar algum fornecedor que você considera vital. Tenha em mente que seu casamento não vai sair barato, porque a grande procura gera um aumento de valores neste período. Mas saiba que valerá a pena! Na primavera a oferta de flores é abundante e você pode abusar na decoração com Girassóis, Lisianthus, Cravos, Hortênsias, Lírios, Gérberas, Rosas, Astromélias, Gipsófilas, Copos de Leite, Bocas de Leão, Orquídeas, Crisântemos, Margaridas, Jasmins, Frésias e Violetas.

Outubro

Na continuação da primavera, o segundo queridinho do Brasil apresenta um risco baixíssimo de chuvas. Também é aqui que vem parar a maioria das noivas que não conseguiram datas para setembro. Por isso, pode ser bem difícil reservar um local para seu casamento – principalmente se optar por uma cerimônia ao ar livre – se não se programar com bastante antecedência. Outubro transcorre no auge da primavera e oferece Frésias – das mais diversas cores – e Lírios a preços mais acessíveis, mas os demais serviços estarão com seus preços inflacionados. Para evitar transtornos e maiores gastos com a lua de mel, fuja do feriado de 12 de outubro (que costuma emendar com o do dia dos professores), quando muitas famílias aproveitam para viajar fazendo com que muitos destinos fiquem lotados e muito mais caros.

Novembro

O clima de final de ano, o horário de verão e a primeira parcela do décimo terceiro são fatores que incentivam muitos noivos a marcarem seus casamentos em novembro. Porém, é importante estar atenta à possibilidade de chuvas, que voltam a aterrorizar as noivas que planejam uma festa ao ar livre. Já que este não é o mês mais caro do ano para se casar, não economize na cobertura! Por ser o mês das lavandas, os casamentos de novembro podem ganhar cerimônias e refeições com ares provençais. E já que o calor volta a dar seus ares por aqui, que tal presentear as convidadas com lindos leques de bálsamo perfumado?

Não se esqueça que neste mês temos dois feriados nacionais (dias 2 e 15) que podem acabar atrapalhando a programação com os fornecedores ou convidados. Mas, vendo pelo lado positivo, também podem ajudar os parentes que moram longe e precisam viajar para chegar até o local da festa!

Dezembro

Quem casa em dezembro não disputa a agenda dos fornecedores apenas com outros casais. Há uma fila enorme de empresas, formandos e famílias buscando locais, buffets, fotógrafos, doceiros, etc. Esta é uma época de confraternizações e muitas festas de fim de ano; e quem decidir se casar em dezembro terá que fazer as reservas com mais de um ano de antecedência, além de colocar a mão no bolso. A segunda parcela do décimo terceiro já estará na sua conta e a maioria das pessoas têm mais facilidade para tirar alguns dias de folga para sair em lua de mel, mas esta, com certeza, será uma viagem mais cara do que se fosse feita em meses anteriores. As chuvas de verão voltam com tudo, por isso é mais prudente escolher um salão fechado e com um bom ar condicionado. Cuidado com a comida servida, pois ela deve ser leve e resistente às altas temperaturas. Dê preferência a um naked cake, por exemplo, para não se preocupar em ver a cobertura do bolo se derretendo em cima da mesa de doces. O mesmo vale para a sua maquiagem: capriche no fixador! Dezembro nos presenteia com suas rosas, que embora sejam produzidas o ano todo, estarão especialmente lindas neste mês.

     

Fonte https://www.zankyou.com.br

https://estilo.uol.com.br/

Comentários

comentarios

Deixe seu comentário

Home | 15 Anos | Ano Novo | Vovó Apresenta | Beleza | Dicas | Festas | Formaturas | Natal | Noivas | Receitas | Recém Casados | Reveillon | Vovó Responde