Home | 15 Anos | Ano Novo | Vovó Apresenta | Beleza | Dicas | Festas | Formaturas | Natal | Noivas | Receitas | Recém Casados | Reveillon | Vovó Responde

Dicas para ceia na pandemia

dez 13

Dicas para ceia na pandemia. Segredinho da vovó , veja s dicas de como receber seus convidados para a ceia de natal ou ano novo durante a pandemia.

Como planejar ?
Organize tudo com antecedência, desde o número de convidados (que deve ser o mínimo) até os itens de decoração de Natal na mesa.

A organizadora de eventos Estela Curioni também alerta para comprar bebidas , frutas secas e alimentos não perecíveis com antecedência de até 30 dias da festa.

Quantos convidados ?

A menor quantidade possível e em lugares arejados .

Vale a pena mandar um Save the Date semanas antes do jantar.

Para a organização ser segura.

Como organizar os lugares ?

A arquiteta Carina Korman, do escritório Korman Arquitetos, recomenda manter um distanciamento entre as mesas e os assentos, priorizando espaços abertos ou ao ar livre.

“Para quem receberá muitos convidados e não poderá garantir o distanciamento de pelo menos 1,5 m na hora da ceia, vale distribuir a disposição de assentos pelos ambientes  da casa, separando os convidados em grupos menores”, sugere Carina.

Como deve ser o menu ?

Se a ceia de Natal será encomendada, feita pelo anfitrião da casa ou dividida pelos convidados, cabe a você decidir.

Mas o momento em que vivemos exige certa cautela na hora de servir: no caso de um buffet, o ideal é ter apenas uma pessoa servindo todo mundo, mas se isso não for possível, luvas de plástico podem ser usadas para manusear os utensílios.

Veja quantos copos, pratos, talheres e travessas você dispõe dentro de casa. Caso sinta que não são suficientes, pague um serviço de aluguel de louças.

Em hipótese alguma estes itens deverão ser compartilhados, mesmo por quem vive na mesma casa.

A decoração como deve ser ?

Na hora de decorar, vale a premissa de menos é mais. “Evite decorações que as pessoas queiram tocar e interagir, diminuindo o contato em superfícies que possam ser infectadas”, aconselha Carina.

Para fugir do convencional, a dica de Estela é investir em uma decoração de Natal comsuculentas .

“Elas podem ser usadas para fazer uma guirlanda ou, ainda, em um painel de madeira no formato de uma árvore de natal”, diz.

Como deve ser a distribuição dos presentes ?

Organizá-los em aparadores ou resgatá-los dos armários somente para a hora da troca são sugestões possíveis, porém, colocá-los debaixo da árvore de Natal continua sendo uma opção, desde que as pessoas atentem-se à higienização periódica das mãos.

Frascos com álcool gel devem ser disponibilizados para os convidados.

Dica importante

O uso da máscara tem se provado uma das medidas mais efetivas contra a transmissão do vírus, por isso, é importante que ela só seja retirada na hora darefeição.

“A ceia é uma grande oportunidade de transmissão, uma vez que as pessoas não estarão usando máscaras e, provavelmente, conversando mais efusivamente. Falar em tons mais baixos e garantir o distanciamento de pelo menos 1,5 m, combinado a um ambiente arejado, pode diminuir o risco de contágio”, explica Herbert Fernandes, infectologista do Hospital Ibiapaba e professor de Medicina de Barbacena.

  1. Deixar as comidas da mesa cobertas;
  2. Evitar aglomerações perto da mesa;
  3. Se estiver perto, use máscara;
  4. Quando for se servir, também esteja de máscara e com as mãos higienizadas.Regras de protocolos sanitários nas reuniões familiares de final de ano, as recomendações são:

    – Distanciamento social;

    – Nada de beijos e abraços;

    – Tirar os sapatos na entrada;

    – Abusar do uso do álcool em gel e lavar as mãos, em casos de contatos pessoais;

    – Evitar levar as mãos ao rosto;

    – Uso de máscaras quando no elevador e se não estiver ingerindo comida;

    – Não compartilhar objetos pessoais como copos, pratos e talheres;

    –  A ceia deve ficar em no fogão ou numa bancada distante da circulação de pessoas para reduzir o contato;

    – Estimular que crianças higienizem as mãos e não compartilhem brinquedos;

    –  Não comparecer às festas familiares se tiver algum desses sintomas: febre,  dor de cabeça, coriza , diarreia,  vômito, manchas no corpo, náusea, falta de ar,  dor de garganta e  perdas de cheiro e paladar e;

    – Para famílias muito grandes, recomenda-se também dividir os membros em dois grupos e realizar dois encontros na véspera e no dia de Natal.

Fonte https://revistacasaejardim.globo.com/

Comentários

comentarios

Deixe seu comentário

Home | 15 Anos | Ano Novo | Vovó Apresenta | Beleza | Dicas | Festas | Formaturas | Natal | Noivas | Receitas | Recém Casados | Reveillon | Vovó Responde