Home | 15 Anos | Ano Novo | Vovó Apresenta | Beleza | Dicas | Festas | Formaturas | Natal | Noivas | Receitas | Recém Casados | Reveillon | Vovó Responde

Dicas sobre o mel.

maio 23

http://www.brasilapicola.com.br/files/mel%20site.bmp

Segredinho da vovó.

Ve ja essas indicações sobre o mel, para saber se ele érealmente puro.

As falsificações dos méis vão das mais grosseiras às mais difíceis de serem identificadas. “Muitos vendem caramelo, feito com açúcar refinado e aromatizante, como se fosse mel”, afirma o técnico Benedito Galvão, da Unitau. Ele conta que também é comum encontrar exemplares feitos à base de xarope de glicose de milho e amido.

Outra adulteração – mais sofisticada e difícil e ser reconhecida até mesmo em testes de laboratórios –, é feita com açúcar invertido, ingrediente muito usado pela indústria de balas. “Só pela aparência é difícil perceber se o mel é falso”, explica Galvão. Ele dá as seguintes dicas para comprar e armazenar o produto:

– compre mel em pontos de venda oficiais; se for adquirir o produto em feiras livres, tente se certificar sobre sua origem e beneficiamento;

– é quase sempre duvidoso comprar méis vendidos em garrafas de vidro, sem selos de inspeção e certificação. O risco do vidro não ter sido esterilizado de forma adequada é alto, assim como as chances de haver reaproveitamento de frascos e tampas;

– além disso, se o gargalo da garrafa for estreito, será difícil retirar o mel se, por interferência de tempo e temperatura, ele se cristalizar. Por isso, prefira potes com boca mais larga;

– verifique se o rótulo possui o selo do SIF (Serviço de Inspeção Federal), concedido pelo Ministério da Agricultura; a embalagem deve conter ainda as exigências da Anvisa (Agência Nacional de Vigilância Sanitária), como o nome da empresa responsável, CNPJ, data e local de fabricação, central de atendimento ao consumidor, data de validade e lacre;

– o aroma do produto pode ser outro indicativo: os aromatizantes usados nas falsificações costumam ter cheiro forte e artificial;

– atente para o prazo de validade: depois de embalado o mel dura, em média, dois anos e deve ser armazenado em local fresco, longe do calor;

– se o mel ficar cristalizado há duas possibilidades: consumi-lo desta forma, sem prejuízo de suas propriedades nutricionais e de sabor; ou aquecendo-o em banho-maria para que volte à sua textura viscosa. Mas a temperatura não pode ultrapassar 40ºC. Se isso acontecer, o mel libera uma toxina (HMF) prejudicial à saúde.

Teste caseiro
Coloque em um recipiente uma colher (sopa) do mel e a mesma quantidade de água. Acrescente três gotas de iodo 2% (comprado em farmácias para curar machucados). Se o mel ficar escuro ou preto é sinal de adulteração.

De acordo com o Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento, a fiscalização de mel nos entrepostos é realizada periodicamente por fiscais federais agropecuários. Eles definem cronograma de coletas de produtos para análise e, caso sejam identificadas irregularidades, o produto é apreendido e a empresa autuada.

Fonte comida.ig.com.br

Comentários

comentarios

Deixe seu comentário

Home | 15 Anos | Ano Novo | Vovó Apresenta | Beleza | Dicas | Festas | Formaturas | Natal | Noivas | Receitas | Recém Casados | Reveillon | Vovó Responde