Home | 15 Anos | Ano Novo | Vovó Apresenta | Beleza | Dicas | Festas | Formaturas | Natal | Noivas | Receitas | Recém Casados | Reveillon | Vovó Responde

Dicas, quarto de brincar.

out 15

Segredinho da Vovó.

Veja essas dicas para você montar um quarto para as crianças brincarem.

Um quarto só de brinquedos para a criançada brincar. Parece um exagero reservar um cômodo da casa só para isso — afinal, o quarto da criança também pode abrigar brinquedos — mas, acredite, não é! Um espaço específico para as mais variadas brincadeiras (não só atolado de brinquedos) permite que a criança se desenvolva melhor e com mais alegria. Segundo a psicopedagoga Amanda Castanheira, planejar um ambiente específico para brincar torna-se um facilitador de aprendizagem, trazendo grandes benefícios ao desenvolvimento das crianças. “Um espaço com jogos e brinquedos lúdicos estimula as habilidades físicas, motoras e emocionais delas”, afirma a especialista em Ensino Infantil. Então, arregace as mangas e faça do quarto de brincar do seu filho um lugar mágico de que ele nunca se esquecerá.

O local e a decoração

Um cômodo bem arejado e com muita luz natural é o ambiente ideal para um quarto de brincar. As paredes também devem ser claras, de preferência brancas e pintadas com tinta lavável para facilitar a limpeza. “Não pode ser escuro, pois exigiria muita luz artificial para compensar. Se você quiser acrescentar cor, escolha uma parede em um tom mais forte ou dégradé”, sugere a arquiteta Ana Claudia Pastina. Adesivos e papéis de parede também são ótimas opções para decorar o espaço.

O piso deve ser quente, pois as crianças passam a maior parte do tempo no chão. Optar por um de fácil manutenção e limpeza também é uma dica muito útil. Imagine a sujeira que uma brincadeira com guache pode fazer em um carpete? Os mais indicados são os pisos de vinílico, que imitam madeira, ou placas de EVA montáveis. Em caso de desgaste ou qualquer outra intercorrência, ele pode ser facilmente removido e trocado por outro.

Os móveis devem ser sóbrios, também em cores claras, mas com design moderno e desenho diferente. “Um móvel com desenho divertido em uma estante ou a troca do sofá por um futon faz toda a diferença na hora de decorar esse espaço”, afirma a arquiteta Paula Leonardo. Deixe o colorido e as cores mais quentes para as almofadas e os objetos de decoração como as caixas organizadoras para guardar os brinquedos. Não deixe faltar uma mesa e uma cadeira para a criança poder fazer atividades como pintura e desenhos sem ter que passar a maior parte do tempo no chão.

Nada de cortinas pesadas, só se entrar muito vento pela janela, mesmo fechada. O ideal é deixar que a luz natural invada o ambiente. Não se deve deixar a iluminação exposta e, sim, embutir tudo. Vai que a criança deseja jogar bola e quebra uma lâmpada? Melhor se precaver para evitar acidentes.

Os brinquedos!

Esqueça os aparelhos eletrônicos. O quarto de brincar do seu filho deve ter brinquedos lúdicos que o estimulem e, não que o relaxem em frente à TV. Fazê-lo se mexer estimula o crescimento e o deixa cansado para uma boa noite de sono. Além dos brinquedos tradicionais, compre os pedagógicos com indicação de idade.

Retome as brincadeiras antigas, como peteca, dominó e pé de lata. Essa diversidade vai, com certeza, atrair a atenção do seu filho. “Resgatar brincadeiras com uma diversidade de brinquedos que fogem do cotidiano da criança encanta os pequenos, sendo um acerto quando falamos no desenvolvimento deles”, diz a psicopedagoga Amanda Castanheira.

Faça uma pequena biblioteca e vá aumentando conforme a criança crescer. Quando ela enjoar, pegue os livros e leve-os em locais que os trocam. Com isso, a criança escolhe os que mais lhe agradar. Isso estimula a leitura desde cedo.

O quarto também pode servir para brincadeiras mais elaboradas, como montar uma barraca para acampar, trave de gol e bola, miniescorregador etc. Tudo vai depender da sua imaginação, da idade e do que o seu filho gosta, sem se esquecer do que cabe dentro do cômodo.

Arrumação

Uma boa maneira de ensinar a criança a organizar é começando pelos brinquedos. Caixas organizadoras, prateleiras e armários, todos com identificação do que tem dentro, ajudam a alfabetizar os pequenos e mostram que, se tudo depois de usado voltar ao seu lugar, a próxima brincadeira será melhor ainda. “É possível criar regras dinâmicas para educar a criança a ter responsabilidades. A elaboração de acordos cria elos entre pais e filhos”, finaliza Amanda.

Por fim, a companhia

Nem sempre seus filhos terão a companhia de amigos ou dos irmãos para brincar, então tire os sapatos, arregace as mangas e volte a ser criança. De nada adianta um quarto de brincar se a criança for deixada lá sozinha por horas. É indispensável a presença de um adulto para ensinar e estimular a criança a aprender com o que está acontecendo nas brincadeiras. Uma dica bem legal é pegar uma caixa de papelão vazia, canetas coloridas e propor que a criança use a imaginação e transforme o papelão em um brinquedo. Divirtam-se!

Fonte / www.itodas.uol.com.br/por Por Miriam Temperani

Comentários

comentarios

Deixe seu comentário

Home | 15 Anos | Ano Novo | Vovó Apresenta | Beleza | Dicas | Festas | Formaturas | Natal | Noivas | Receitas | Recém Casados | Reveillon | Vovó Responde