Home | 15 Anos | Ano Novo | Vovó Apresenta | Beleza | Dicas | Festas | Formaturas | Natal | Noivas | Receitas | Recém Casados | Reveillon | Vovó Responde

Casamento, dicas para festa.

jan 31

Segredinho da vovó.

Sendo que a partir do casamento começa uma nova etapa, um novo ciclo, um novo começo de uma vida a dois.

A prova de fogo, começa na realização dos preparativos para a festa de casamento, que todos os casais devem passar, para  ajudar temos algumas dicas.


Lista de convidados
Todos os noivos que já passaram por isso dizem que esta é a parte mais chata e complicada do casamento. Isto porque temos que selecionar os convidados. Sempre tem aquele amigo a quem não se vê há muito tempo, mas que o chamou para o casamento dele e você se sente obrigado a convidá-lo.
Também tem aqueles amigos do trabalho, que você não se dá tão bem, mas não convém não convidar.
Têm aquelas pessoas chatas que, por um motivo ou outro, não se pode cortar. Nesta fase, o medidor é o dinheiro que se pretende gastar e o tipo de festa que se sonhou realizar. Aconselhamos que corte aquelas pessoas as quais você julga que não ficará chateado se elas ficarem chateadas contigo.

Como fazer a lista?
O primeiro passo é pegar uma agenda antiga e uma nova. Os noivos devem fazer suas listas separadamente. De nome em nome, vá selecionando e anotando em uma folha de papel o nome completo, endereço e telefone do futuro convidado. Para facilitar, divida a lista em grupos: família do pai da noiva / noivo; família da mãe da noiva / noivo; se não for o primeiro casamento, interessante pensar na família do(a) ex.; amigos do pai da noiva / noivo; amigos da mãe da noiva / noivo; amigos de infância da noiva / noivo; amigos do trabalho; amigos de cada grupo ao qual pertenceu (banda, praia, clube, rua, internet, etc.).
Após terem feito esta lista primeira, os noivos devem juntar suas listas pois podem haver convidados repetidos. Ao lado do nome do convidado é conveniente colocar a quantidade de pessoas incluídas no convite, separando os adultos das crianças com menos de dez anos, pois estas não necessariamente são computadas no buffet. Ao juntarem as listas, os noivos terão uma noção do número de convidados. Em geral faltam 20% dos convidados. Logo, pegue o número total e diminua 20%. Se der um número acima do previsto, vocês não terão outra solução a não ser CORTAR.
Cuidado para que este momento não acabe com o seu casamento. É muito comum brigas com as famílias porque envolve realização de uma fantasia, onde dinheiro, interesses, pessoas queridas e importantes estão envolvidas.
Após decidir o número de pessoas e os convidados da lista, vem o momento da pesquisa. Verifique se falta o nome completo que irá no convite, o endereço e o telefone do convidado. Prepare-se pois isto levará mais tempo do que você imagina…
Muitos amigos e a família ajudam na distribuição dos convites, assim, não há necessidade de saber todos os endereços. Porém, se você decidir enviar posteriormente um cartão de agradecimento do presente, informando seu novo endereço, será importante ter os endereços dos convidados, para enviá-lo pelo correio. Para tal, o site celebrar.com.br possui o serviço de confirmação de presença para os auxilia neste sentido! Neste, o próprio convidado digita seu endereço atualizado para lhe facilitar.

Convites

Interessante encomendar no mínimo 20% a mais de convites. Na última hora, todos os envolvidos na festa acabam chamando mais convidados do que tinham delimitado. Alguns convidados, de ante mão, dizem que não poderão comparecer a cerimônia, assim, abre espaço para se pensar em chamar alguns dos convidados que foram cortados, mas que você gostaria fossem chamados. Também acontece de você se lembrar daquele convidado que você não acredita que tenha esquecido.
Se o convite que você escolheu for separado do envelope, convém pedir mais envelopes pois quem irá fazer a caligrafia muitas vezes erra. Se o convite for colado ao envelope, também será conveniente pedir mais.
Se você preferir imprimir os envelopes na sua impressora , preste atenção a espessura do papel, pois se for muito grosso não conseguirá.
Os convites devem estar prontos um mês e meio antes da data da festa. Envie primeiro os que irão para o exterior. Garanta que seus convidados tenham recebido o convite um mês antes da sua festa, assim eles terão tempo de se organizar. Aproveite para fazer da entrega uma oportunidade para rever amigos, já que no casamento você certamente não conseguirá dar muita atenção.

Agradecimentos

Esta é uma forma gentil dos noivos agradecerem a presença, o presente e, ao mesmo tempo, comunicarem sua nova residência e telefone. Você pode pedir para uma gráfica fazer o cartão ou comprar um kit pronto e fazê-lo no computador.
É interessante discriminar o presente recebido e agradecê-lo. Para isso, anote no cartão que vem junto ao presente o que você recebeu. Guarde todos em um mesmo lugar.
Se você estiver utilizando o site e a confirmação de presença, aproveite o arquivo completo dos convidados com seus endereços para enviar os agradecimentos pelo correio.

Vestido de noiva

Cada noiva tem um sonho. Vale a pena ir nas lojas de vestidos prontos e experimentar os diversos tipos para ver o modelo que ficará melhor para o seu estilo e corpo. Algumas lojas alugam, outras fazem primeiro aluguel, outras confeccionam. Você também poderá procurar uma costureira. Veja o nosso guia comercial.
É bom começar a ver isto com 4 meses de antecedência. Em geral as noivas emagrecem no último mês antes do casamento, quando deverão ser feitos os ajustes finais. Cuide para que o vestido esteja em suas mãos uma semana antes do dia do casamento.
No mercado existem muitas revistas que podem dar idéias de modelos e estilos de vestido.
Os acessórios devem ser experimentados junto com o vestido, assim como o sapato. É mais fino forrar o sapato com o tecido do vestido.
Como o dia do casamento é sempre um dia de muitas emoções, é interessante pedir para alguém ajudar a vestir a noiva. Uma vendedora ou costureira podem fazer isto. Se for alguém da família ela deve ir com a noiva nas últimas provas para aprender. Lembre-se que a mãe da noiva também estará ‘enrolada’ com sua própria roupa e com a emoção do momento.

Casamento civil

O primeiro passo é decidir que regime será o seu casamento. Se vocês farão contrato pré-nupcial, se será comunhão total ou parcial de bens ou separação total. Se vocês não discutirem este assunto, segundo a lei, vale a comunhão parcial de bens. Nesta, após o casamento, tudo que o casal adquirir será dos dois, mas o que for de cada um antes do casamento continuará sendo de cada um separadamente.
Resolvendo o regime ao qual o casal irá se submeter, deverão dar entrada na papelada. Compre um formulário para casamento em qualquer papelaria. Preencha e assine. Decida quem serão as duas testemunhas. Estes deverão assinar este formulário. O número das identidades das testemunhas deverão ser escritos ao lado do nome. Depois deverão reconhecer a firma de todos os que assinaram.
Se os noivos forem menores de 21 anos, os pais deverão assinar no verso do formulário e suas firmas deverão ser reconhecidas.
Juntamente com o formulário preenchido, os noivos deverão levar os seguintes documentos:
TODOS – xerox autenticada da identidade dos noivos e xerox autenticada do comprovante de residência (conta de luz ou gás, etc.) de um dos noivos.
SOLTEIRO – xerox autenticada da certidão de nascimento.
DIVORCIADO – xerox autenticada da certidão do primeiro casamento com a averbação do divórcio.
VIÚVO – xerox da certidão de casamento e óbito do cônjuge falecido
ESTRANGEIRO RESIDENTE NO PAÍS – xerox da carteira de identidade expedida pela polícia federal.
A papelada levará 20 dias para ficar pronta. Você receberá uma certidão de habilitação que o autoriza a casar no prazo máximo de 90 dias. O papel da efetivação do casamento feito por um sacerdote (padre, pastor, rabino) que tenha autorização deverá retornar ao cartório até um mês após o casamento. Mas você também pode casar no cartório e sair com a certidão na mão. Se for de sua preferência casar no civil em cerimonia privada, deverá falar diretamente com o juiz e marcar com ele.
Se quem terá que entregar este papel for um dos noivos, vale a pena calcular os prazos, pois em geral há a lua de mel. Outra pessoa pode levar este registro por você. Verifique isto para não se enrolar depois. Lembre-se: vocês só terão um mês após o casamento, senão nada feito; terão que casar novamente.

Salão de festas e templo religioso

Uma das primeiras decisões a se tomar é onde será a cerimônia religiosa e a festa. Esta determina a data do casamento porque dependerá dos dias disponíveis. Não adianta fechar com o lugar da cerimônia sem verificar se há vaga, na mesma data, no lugar onde será a festa. Se você tiver preferência de lugar, verifique isto logo e reserve a data, pois você poderá encontrar dificuldade, principalmente nos finais de semana. Um ano de antecedência é um bom prazo, para não encontrar dificuldades.
Deve-se ter em mente o local de festa. Se a festa será no mesmo lugar da cerimonia religiosa ou se todos terão que se locomover para outro lugar. Se for no mesmo lugar, basta decidir o que pretendem fazer depois da cerimonia. Se a festa for em outro lugar, pense na distância, se o lugar oferece estacionamento e se é um lugar de fácil acesso.
Sobre o tipo de festa , pense se os convidados ficarão sentados às mesas ou em pé. Se será coquetel, brunch, almoço (americano ou a francesa), jantar (americano ou a francesa) ou bolo com champanhe. Se terá banda ao vivo ou música mecânica. Se será de dia ou de noite. Se o lugar é ao ar livre ou em lugar fechado. Se for ao ar livre, se há alternativa caso chova no dia. Se for fechado, se possui ar condicionado, caso seja um dia quente. Se tem estacionamento.
O número de convidados restringe a escolha do local das cerimonias, pois possuem capacidade restrita. Deve-se escolher o lugar que comporta a quantidade de convidados que se pretende convidar de modo a ficar confortável para todos.
Outros detalhes a se pensar: algumas casas possuem buffet próprio, outras não. Umas não permitem buffet de fora. Umas não comportam banda ao vivo. Algumas possuem serviço de recepcionista, manobreiro e segurança, incluído. Outras, não. Isto tudo deverá ser resolvido e decidido antes de fechar o lugar.

Buffet

Alguns salões de festa possuem buffet, outros não. Alguns aceitam buffet de fora. Pense nisto quando for escolher o local da festa caso você tenha preferência por algum estilo específico. Grupos religiosos e outros podem exigir um buffet especializado.
Alguns serviços de Buffet não cobram crianças com menos de 10 anos. Você pode pensar em pedir comida especial para crianças, caso elas sejam muitas. O tipo de buffet faz variar o preço: brunch, coquetel, bolo com champanhe, almoço/jantar americano ou a francesa.
As bebidas alcoólicas podem estar incluídas ou não. Em geral, o uísque é cobrado por rolha ou o dono da festa se encarrega de levar o de sua preferência. Vinhos especiais são comprados a parte, assim como os licores e a champanhe.

Decoração

Para fazer uma festa bonita, a decoração é muito importante. Logicamente ela dependerá do tipo de festa.
Em cerimônias religiosas o templo pode ser decorado com flores, fitas, laços, velas, folhagens, etc. Já o salão de festas permite uma maior variedade de opções. Se você for criativo e quiser dar um tema a sua festa, poderá fazer uma cenografia para criar o clima que sua imaginação mandar.
No caso de flores, vale pensar na flor da época e na cor predominante da decoração. Você pode lançar mão de balões, panos, lonas decoradas, faixas, biombos floridos, etc.
Em casamentos, onde os convidados sentam-se às mesas, coloca-se um arranjo no centro que pode levar flores, frutas, velas, ramos secos, etc. Este pode ser alto ou baixo. As mesas de chá, café e doces, em geral são decoradas com um arranjo bem caprichado.
Não se limite, crie, faça a decoração de seus sonhos.

Música

O casamento possui, em geral, duas cerimonias: a religiosa e a recepção. Sendo assim, a música das duas pode ser feita por um ou dois serviços de sonorização. Alguns templos religiosos possuem música para a cerimonia, outros não. Caso não haja, é necessário contratar um serviço exclusivo para a cerimonia religiosa. Violinos, órgão, música mecânica são exemplos Escolha a sua preferência. Pense nas músicas das entradas ( noivo, padrinhos, noiva) e da saída. Caso a cerimonia religiosa seja no mesmo lugar da recepção, você pode combinar com o mesmo serviço de sonorização para se responsabilizar pelos dois.
Na início da recepção se coloca música ambiente. A festa começa com a entrada dos noivos. Escolha uma música marcante para a entrada dos dois juntos, já casados. Se vocês não gostarem de algum estilo de música, converse para que o responsável pelo som não as toque. Caso tenha preferências, faça uma lista com antecedência para que o grupo contratado possa se organizar e tocá-las em seu casamento. Músicas específicas como as valsas, a música do bolo e outras devem ser combinadas. Não esqueça de pensar na iluminação. Esta é diferente da iluminação de decoração do salão. Algumas bandas ou salões de festa cobram uma taxa de direitos autorais pelas músicas que serão tocadas.

Mídia

Para você não ficar perdido e deixar de fotografar pessoas queridas, faça uma lista de todas as fotos que você quer ter de recordação. Pense na família, nos grupos, nos padrinhos, nas daminhas e nos lugares de sua preferência e entregue ao fotógrafo.
Na filmagem, você poderá escolher músicas, poesias, imagens especiais e, se quiser, colocar fotos antigas da família e da infância. Converse com quem a fará.
Você pode pedir para o fotógrafo ampliar uma foto bonita do casal para montar um poster onde os convidados colocarão suas dedicatórias durante a festa.

Doces

Em relação aos doces duas questões importantes devem ser levadas em conta: o gosto e o aspecto. Quanto ao aspecto, existem uma infinidade de enfeites que podem ser colocados nos doces.
Os doces de casamento são em geral fondados , caramelados ou moldados em marzipan. Coloca-se carinhas, monogramas, lacinhos, alianças e tudo o mais que a imaginação permitir. Pode-se fazer também arranjos em forma de cachos ou bouquet para enfeitar a mesa de doces, que fica em geral na saída do salão.
É muito usado colocar nesta mesa, além dos doces, chocolate, chá, café, licor, petit-four, etc.
Quanto ao gosto é de praxe experimentar os doces assim como os chocolates.
Calcula-se em média 6 doces e/ou chocolates por convidado.

Bolo

Em geral os bolos são cobrados por fatia. A importância dele dependerá do tipo de festa. Ele pode servir como ornamentação ou pode ser a atração principal.
Se a festa for no estilo bolo com champanhe, calcule uma fatia por convidado. Se for almoço ou jantar divida o número de convidados por dois.
Cuidado com a altura do bolo para não ficar na frente do rosto dos noivos na hora da fotografia. Existem vários formatos e tipos de bolo no mercado. Convém pedir a confeiteira para mostrar fotos com as várias opções.

Lembranças

Este é um pequeno agrado que você pode dar para os convidados guardarem como recordação de sua festa. A quantidade vai depender do tipo de lembrança. Se for comestível como, por exemplo, saquinho de amêndoas, bem casados, fluden, chocolate, etc. você deve considerar um por convidado.
Já se for uma lembrança para a casa, por exemplo, imã de geladeira, peso de papel, caixinha, etc. pode-se considerar um por casal.
É interessante gravar ou colocar uma etiqueta na lembrança com a data e nome dos donos da festa

Fonte  www.tudook.com

Comentários

comentarios

Um comentário

  1. AMERICO POTENZA /

    as dicas são muitos boas meus parabens, UM GRANDE ABRAÇO A TODOS….SUCESSO

Deixe seu comentário

Home | 15 Anos | Ano Novo | Vovó Apresenta | Beleza | Dicas | Festas | Formaturas | Natal | Noivas | Receitas | Recém Casados | Reveillon | Vovó Responde