Home | 15 Anos | Ano Novo | Vovó Apresenta | Beleza | Dicas | Festas | Formaturas | Natal | Noivas | Receitas | Recém Casados | Reveillon | Vovó Responde

Recém casados, fazendo bolo.

jul 19

Segredinho da vovó.

Veja as dicas  Simone Ferrarezzi, da Crazy For Cakes, especialista em preparar bolos simples, mas cheios de sabor. “É importante seguir a receita exatamente como ela é. Além disso, é preciso prestar atenção no prazo de validade dos produtos”, completa.

A confeiteira ensina também que, antes de fazer qualquer receita, é preciso fazer a “mis-en-place”, ou seja, separar todos os ingredientes medidos e pesados antes da preparação. “Isso facilita o trabalho na cozinha e garante um sucesso maior à sua receita”, conta.

Veja abaixo, os conselhos da especialista para preparar o bolo perfeito.

Farinha
Para o preparo de massas, bolos e doces, utilize sempre a farinha que está indicada na receita. “É importante que ela seja pura, sem adição de fermento, pois como cada receita pede uma quantidade específica deste produto, isso pode acabar alterando o resultado”, diz.

Procure peneirar a farinha antes de usar para ter certeza que não terá resíduos ou grumos. “Isso também ajuda a tornar a massa mais leve e aerada. E não se esqueça de conservá-la sempre em local seco, fresco e arejado”, completa.

Ovos
Esse é um ingrediente que precisa de muita atenção, da hora da compra até a utilização. “Compre sempre ovos grandes e que estejam no prazo de validade. Mantenha-os em local fresco e arejado. Você pode mantê-los no refrigerador, mas retire-os alguns minutos antes de utilizar, até que atinjam a temperatura ambiente”, diz Simone. “E antes de acrescentá-los a massa, quebre-os um a um em um recipiente separado, para se certificar que não estão ruins”, diz.

Açúcar
Cada receita pede um tipo de açúcar. Geralmente, os bolos comuns pedem o açúcar branco, refinado. Mas algumas utilizam  o granulado,  o de confeiteiro ou o mascavo.

“Em qualquer um dos casos, o importante é sempre usá-lo peneirado e na quantidade certa. O excesso de açúcar pode resultar em um bolo pesado e pode dificultar seu crescimento”, alerta Simone.

Leite ou iogurte?
Algumas receitas pedem o uso de leite e outras, de iogurte. Ambos servem para tornar o bolo mais úmido, mas qual deles usar? “O ideal é sempre seguir a receita”, sugere a boleira. “Não costumo substituir um pelo outro pois acho que cada receita tem a sua combinação certeira. No final, o que faz realmente um bolo sair perfeito é o carinho que você dedica em sua produção, desde a escolha dos ingredientes até sua finalização”, conclui.

Fermento
Como em qualquer outro ingrediente, no fermento a validade é a primeira coisa na qual se deve prestar atenção. Para fazer bolos, o ideal é usar  fermento em pó. Na maioria das vezes, ele é o último ingrediente a ser adicionado à massa, já que assim que é misturado aos líquidos, começa a agir. “Se durante o preparo você perceber que o fermento acabou, não se desespere. Você pode substituí-lo por bicarbonato de sódio. Mas apenas em último caso, pois ele pode alterar o sabor do bolo. O ideal é conferir a sua receita e ver se possui todos os ingredientes antes de começar a cozinhar”, diz a especialista.

Massa
Há diversas técnicas usadas na hora de fazer a massa do bolo -você utilizar a batedeira, o liquidificador ou usar uma colher de pau ou fouet. “Para receitas que levam óleo, normalmente usa-se o liquidificador. Quando a receita é preparada com manteiga, utilizamos a batedeira.

Se preferir bater o bolo na mão, misture muito  bem todos os ingredientes para que a massa fique homogênea. Lembre-se sempre que se as claras forem batidas em neve, estas devem ser incorporadas à massa com delicadeza, sem bater”, explica a boleira.

Simone diz ainda que para ter um bolo macio, você precisa usar os ingredientes sempre em temperatura ambiente e na quantidade exata solicitada na receita. Para isso, vale usar utensílios como xícaras, colheres e copos medidores, além de uma balança, se for o caso.

“Muitas vezes, só de ver a receita, já conseguimos identificar se o bolo vai ficar macio ou não. Por exemplo: se a quantidade de açúcar for maior que a de farinha, já é indício de que o bolo pode ficar pesado. Muito óleo também pode causar o mesmo efeito”, adverte.

Formas
Cada receita pede um tamanho de forma. Por isso,  antes de escolher a sua, verifique a quantidade de ingredientes da receita escolhida. Por exemplo: se você tiver uma receita que leva  3 xícaras de farinha, 2 xícaras de açúcar e 5 ovos, você vai precisar de uma forma grande -se utilizar uma pequena, a massa poderá transbordar.  Se ao contrário, usar menos quantidade de ingredientes e usar uma forma muito grande, o bolo pode ficar muito fino.

“O ideal é que a quantidade de massa colocada na forma, nunca ultrapasse 3/4 de sua altura. Verificar a quantidade de fermento que vai na massa também pode ajudar na escolha da melhor forma”, explica Simone.

Na hora de untar, ela ensina que o melhor é usar a margarina, que tem mais cremosidade e é mais fácil de espalhar. “Ela faz com que o bolo não grude e ainda  ajuda a dourá-lo nas laterais”, diz. Depois, é só polvilhar com farinha de trigo e bater o excesso.

“Se preferir, você pode usar papel manteiga. Para isso, espalhe alguns pontinhos de margarina na forma, corte o papel no tamanho de seu fundo e “cole” sobre a margarina”, diz a especialista. Mas esteja atento pois cada receita pede um método específico para untar. O melhor é sempre seguir a indicação”, atesta.

Forno
Antes de assar qualquer bolo, preaqueça o forno por pelo menos 10 minutos. “Isso faz com que a temperatura interna esteja ideal no momento em que o bolo entra no forno. Procure assá-lo em temperatura média, a 180ºC e nunca abra o forno durante o cozimento: a mudança brusca de temperatura fará seu bolo murchar”, adverte.

Cozimento
O excesso ou a falta de algum ingrediente pode fazer com que o bolo afunde no meio. Isso também pode ocorrer se a massa estiver muito líquida. Neste caso, vale checar a receita e durante a preparação, alterar a quantidade de farinha, por exemplo.

“Uma maneira de evitar surpresas é verificar se a grade do seu forno está na posição correta, sem um lado mais alto que o outro”, ensina Simone. “Outra dica é, colocar a massa na forma e nivelar com uma faca, para que o bolo cresça de maneira uniforme”.

Ficar atento à temperatura e ao tempo de cozimento indicado para que seu bolo cozinhe por dentro e doure o necessário é outra precaução a ser tomada. “Se o forno estiver quente demais, o bolo pode dourar e a massa continuar crua por dentro’, conta Simone.

“Evite abrir o forno a todo momento pois deste modo seu bolo irá murchar. Abra somente quando estiver bem próximo do tempo total que a receita solicita”, diz. Para controlar o tempo com precisão, ela sugere o uso do timer.

Para se certificar que o bolo está assado, vale o velho truque de espetar um palito no centro da forma: se ele sair limpo, está pronto. “Se sair líquido e ele já estiver dourado, retire o bolo do forno, cubra com papel alumínio e leve de volta ao forno até terminar o cozimento”, finaliza.

O mesmo  vale para não deixar o bolo “solado”, pesadelo que qualquer pessoa que já tentou preparar o doce já enfrentou ao menos uma vez. O correto é sempre seguir a receita à risca. A falta ou excesso de algum ingrediente pode atrapalhar todo o processo. O bolo precisa de um tempo certo para assar e é preciso ter paciência”, finaliza.

Fonte www.receitas.uol.com.br

Comentários

comentarios

Deixe seu comentário

Home | 15 Anos | Ano Novo | Vovó Apresenta | Beleza | Dicas | Festas | Formaturas | Natal | Noivas | Receitas | Recém Casados | Reveillon | Vovó Responde